Andebol: Angola recuperou título continental com vitória expressiva ante a Tunísia

Novo JornalPublicado 08/12/2016 9:43:00

Angola foi recuperou o título de campeã batendo a Tunísia por 36-17, na final do 22º Campeonato Africano de Andebol disputada ontem em Luanda no pavilhão Arena do Kilamba.

A vitória clara e sem margem para dúvidas da superioridade do sete angolano não ficou manchado pelo afastamento do Senegal da final devido a irregularidades na inscrição de atletas que já teriam alinhado pela selecção nacional francesa.

A expressiva vitória foi conseguida contra a campeã africana em título.

O 22º campeonato foi disputado de 28 de Novembro a 07 de Dezembro, em Luanda.

Em declarações à imprensa, e a propósito da conquista do 12º título africano, o presidente da Associação Provincial da modalidade, Osvaldo Cruz, disse que a facilidade com que Angola venceu (19 pontos de diferença) é fruto do trabalho e dedicação.

"A vitória foi uma sequência de bons resultados nos jogos anteriores", reforçou, argumentando que apesar de ter montado uma estratégia para o desqualificado Senegal a selecção nacional saiu-se bem contra a Tunísia.

"Na minha opinião o Senegal tem uma equipa mais agressiva que a Tunísia e a troca de adversário, embora na última hora, favoreceu as angolanas", frisou, destacando o papel preponderante do "oitavo" jogador presente em grande escala no pavilhão de Luanda.

No seu percurso, para chegar a final, a selecção angolana venceu as congéneres da Argélia (42-18), RDC (26-25), Camarões (30-14), Cote d"Ivoire (37-18), Senegal (31-18).

Primeira Página