Girabola: 1.º de Maio de Benguela ocupa vaga deixada pelo Benfica de Luanda

Novo JornalPublicado 31/01/2017 16:28:00

O 1.º de Maio de Benguela, que na época passada foi despromovido para a segunda divisão, está de regresso ao Girabola, em substituição do Benfica de Luanda, que anunciou o abandono da competição por dificuldades financeiras. A equipa benguelense foi a única de cinco formações convocadas pela Federação Angolana de Futebol (FAF) a declarar estar em condições para competir no principal campeonato de futebol.

Foto: Ampe Rogério

O mini-torneio que iria ser disputado por cinco equipas - as três que, na época passada, desceram para a segunda divisão e as duas que falharam por pouco a subida à primeira - para se escolher o substituto do Benfica de Luanda foi cancelado por indisponibilidade dos clubes, revelou a Federação Angolana de Futebol (FAF).

Perante o desinteresse manifestado pelo 4 de Abril do Kuando Kubango, pelo Porcelana do Kwanza-Norte, pelo Domant FC do Bengo e pelo Sporting de Cabinda, o 1.º de Maio de Benguela acabou por ficar sem concorrência, ocupando assim a vaga deixada pelo Benfica de Luanda.

A escolha foi confirmada pelo presidente do conselho técnico desportivo da FAF, Jeremias Simão, que explicou que o clube benguelense foi o único que respondeu positivamente à solicitação para realização de uma liguilha, entre cinco participantes.

O responsável referiu que no decurso da recusa das outras quatro equipas, o órgão reitor do futebol validou o apuramento do 1º de Maio, que garantiu estar em condições de participar na prova.

Pelo contrário, o 4 de Abril do Kuando Kubango, o Porcelana do Kwanza-Norte, o Domant FC do Bengo e o Sporting de Cabinda declararam não estarem aptos para competir no Girabola, prova que arranca no próximo dia 10 de Fevereiro.

Primeira Página