Barack Obama vende memórias em livro por 30 milhões USD, Michelle também

Novo JornalPublicado 01/03/2017 12:03:00

As memórias de Barack Obama, que o ex-Presidente dos Estados Unidos da América já está a escrever, valem, pelo menos, 30 milhões de dólares, mais cinco milhões que aquilo que receberam os também ex-Presidentes George W. Bush (10 milhões) e Bill Clinton (15 milhões) se forem contabilizados em conjunto.

No entanto, o valor efectivo daquilo que a editora Penguin Random House pagou não pode ser avaliado de forma precisa porque Obama vendeu as suas memórias em livro em conjunto com as da sua mulher e ex-primeira-dama, Michelle Obama, por 60 milhões de dólares.

Os 60 milhões são pagos por dois livros, embora cada um seja responsável por escrever as suas memórias, o que, numa divisão simples dá 30 milhões para cada um dos livros...

Seja como for, a imprensa norte-americana já avançou que esta venda constitui um recorde pago sobre direitos de publicação global de memórias de ex-presidentes.

No entanto, esta era um discussão que já corria nos media norte-americanos, com algumas opiniões a defenderem que, por causa da forma activa e pela simpatia que grangeou, Michelle poderia valer mais que o próprio Presidente.

Com este desfecho, pelo menos o casal conseguiu manter a harmonia dos egos ao vender os dois livros de memórias num único pacote.

A próxima prova de fogo do que vale cada um deles são as conferências para que todos os ex-Presidentes passam a ser convidados depois de saírem da Casa Branca, bem como as suas mulheres, onde costumam ser cobradas verdadeiras fortunas.

Primeira Página