Homem ateou fogo à casa para matar mulher e filha

Novo JornalPublicado 19/04/2017 12:09:00

Um homem de 28 anos ateou fogo à sua casa e matou a mulher, a filha, de dois anos, e duas outras mulheres, suas cunhadas, no município de Belas, Luanda, por razões passionais, como o próprio confessou à polícia.

O crime ocorreu às 22:00 desta segunda-feira no momento em que a família descansava. César Lemos despejou gasolina no interior da residência e ateou fogo matando quatro membros da sua família.

De acordo o inspector-chefe Mateus Rodrigues, porta-voz do Comando Provincial de Luanda da Policia Nacional (PN), o acto tem por detrás razões passionais.

"O jovem encontra-se detido desde que tomamos o conhecimento do incidente e, ao que tudo indica, foram razões passionais que levaram o homicida a cometer este crime" adiantou Mateus Rodrigues.

Ouvido pela Rádio Luanda, o homicida confesso, disse que foram forças do mal que o obrigaram a cometer o crime.

"Não quis cometer este crime, isso que fiz é coisa de demónio, peço a Deus, que me perdoe por esse mal causado à minha família", lamentou.

"Ela tinha certes atitudes que eu não gostava. Procurei o pastor da minha igreja para lhe informar o que estava-se a passar em nossa casa e ele aconselhou-me o que podia fazer, mas tive outras atitudes", finalizou.

O porta-voz do Serviço de Bombeiros e Protecção Civil de Luanda, Faustino Minguês, disse ao Novo Jornal onlijne que quando as equipas chegaram ao local já nada havia a fazer.

Primeira Página