Angola substitui República do Congo na organização do Afrobasket2017, a decorrer em mês de eleições

Novo JornalPublicado 24/04/2017 9:46:00

A desistência da República do Congo da organização do Afrobasket2017, por alegadas dificuldades financeiras, encaminhou a realização da prova para Angola, que, pela quarta vez se prepara para acolher a competição, a decorrer de 19 a 30 de Agosto.

Foto: FIBA África

A realização da 29.ª edição do Campeonato Africano das Nações de basquetebol sénior masculino, Afrobasket2017, em Angola foi anunciada pela FIBA África, órgão que tutela a modalidade no continente.

Através de uma nota divulgada no seu site oficial, a FIBA África adianta que a escolha de Angola para albergar o Afrobasket2017 resultou de um compromisso, selado numa reunião, realizada em Bamako, capital do Mali, entre a Federação Angolana de Basquetebol (FAB) e o conselho da FIBA África.

Com esta decisão, o país, que conquistou 11 títulos na competição, prepara-se para organizar a prova pela quarta vez, depois de ter acolhido - e conquistado - as edições de 1989, 1999 e 2007.

Para além de Angola, estão já qualificadas para o Afrobasket, a Nigéria (detentora do título), África do Sul, Marrocos, Tunísia, Egipto, Costa do Marfim, Senegal, Mali, Camarões, Guiné Conacri, Moçambique e República Democrática do Congo.

O Ruanda e o Uganda ("Wild Cards") também participarão como equipas convidadas, faltando ainda convidar uma terceira, em substituição da República do Congo.

Primeira Página