Situação nos Grandes Lagos traz a Luanda enviado especial do secretário-geral da ONU

Novo JornalPublicado 27/04/2017 15:43:00

O enviado especial do secretário-geral da ONU para a Região dos Grandes Lagos, Said Djinnit, chegou hoje a Luanda para uma visita de dois dias, dominada pelos conflitos na República Democrática do Congo (RDC), Burundi e República Centro Africana (RCA).

Foto: DR

Com uma agenda marcada por encontros com os ministros das Relações Exteriores, Georges Chikoti, e da Defesa, João Lourenço, o representante da ONU sublinhou a importância de ouvir Angola sobre a situação dos Grandes Lagos.

"Queremos ver como podemos, de forma colectiva, resolver, promover e acompanhar processos de diálogo na região, particularmente no leste da RDC", antecipou Said Djinnit, em declarações à Angop.

O responsável adiantou ainda que as reuniões com os governantes angolanos vão centrar-se nos conflitos que se vive na RDC, no Burundi e na RCA.

Angola preside à Conferência Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos (CIRGL), organização intergovernamental que integra ainda o Burundi, RCA, RDC, Quénia, Ruanda, Sudão, Sudão do Sul, Tanzânia, Uganda e Zâmbia.

Primeira Página