TAAG fecha representação em Paris e em Lisboa passa a emitir bilhetes apenas no aeroporto

Novo JornalPublicado 15/05/2017 14:13:00

A companhia aérea nacional, TAAG, encerrou a sua representação em Paris, França, e na capital portuguesa, Lisboa, a emissão de bilhete vai ficar limitada à sua loja no aeroporto Humberto Delgado (Portela), embora mantenha a porta aberta no centro de Lisboa para trabalho administrativo.

Esta alteração surge no âmbito da estratégia da companhia em reduzir custos, a qual já permitiu, desde que a TAAG é liderada por Peter Hill, descer substancialmente os prejuízos, de 175 milhões de dólares em 2015 para apenas 14 milhões em 2016, e a aposta passa agora por cortes na Europa.

Em comunicado emitido pela TAAG é ainda avançado que, para compensar a suspensão da emissão de bilhetes no escritório do centro de Lisboa, vai ser alargado o funcionamento nas suas instalações no aeroporto da capital portuguesa, para onde a companhia voa 11 vezes por semana, sendo que para o Porto, o segundo destino em Portugal, voa três vezes semanalmente.

Já para Paris, depois de encerrado o escritório naAvenue Franklin Roosevelt , foi nomeado um agente privado ao qual caberá a gestão das vendas.

Na explicação para os resultados melhores no ano passado, a companhia liderada por Peter Hill apontou a maior atenção aos custos evitáveis e na melhoria dos processos para controlo de custos, englobados no plano estratégico que aponta, desde 2015, para uma poupança na ordem dos 100 milhões de dólares.

A TAAG anunciou ainda que, por razões operacionais, vai, a partir de finais de Maio e até Outubro deste, fazer alterações nos seus horários de voos domésticos, regionais e intercontinentais.

Primeira Página