UNITA pede à Presidência da República para divulgar informação sobre saúde de José Eduardo dos Santos

Novo JornalPublicado 18/05/2017 9:07:00

A UNITA quer que a Presidência da República divulgue informação sobre a saúde de José Eduardo dos Santos, que se encontra em Espanha desde o início do mês, alegadamente para tratamentos médicos numa clínica em Barcelona.

Durante estes dias, a saúde do Presidente da República tem sido o tema mais relevante da actualidade angolana, primeiro sob a forma de rumores nas redes sociais e depois de uma forma generalizada, quando a sua filha, Isabel dos Santos, através do Instagram, veio desmentir que José Eduardo dos Santos tinha morrido.

Recorde-se que Isabel dos Santos considerou este rumores, que ganharam dimensão internacional depois do site Maka Angola, na passada semana, ter publicado um texto onde afirmava que a Presidência estava à braços com forte preocupação devido ao agravamento do estado de saúde do Presidente, como sendo "notícias falsas" criadas para desestabilizar o país.

Agora, depois do desmentido de Isabel dos Santos, primeiro através de Rafael Savimbi, secretário-geral Adjunto, e depois por Alcides Sakala, porta-voz, citados por agências internacionais, o maior partido da oposição quer que o país seja informado oficialmente sobre o estado de saúde do seu Presidente da República.

Se Rafael Savimbi manifestou à AFP a preocupação do partido pela ausência de informação oficial sobre a saúde do Eduardo dos Santos, já Alcides Sakala sublinhou à Bloomberg o facto de os "muitos rumores" sobre a saúde do Presidente exigirem "informação oficial clara sobre o que se está a passar".

Sakala notou ainda que, como é do conhecimento de todos, "a sociedade angolana é muito fértil na produção de rumores", apontando de seguida para a evidência de que a falta de informação oficial alimenta esses mesmos rumores sobre a saúde de José Eduardo dos Santos, com 74 anos, no poder deste 1979, e a cumprir os últimos meses do último mandato na chefia do Estado, sendo substituído enquanto candidato do MPLA para as eleições gerais de 23 de Agosto por João Lourenço, actual ministro da Defesa e vice-presidente do partido.

Primeira Página