Angola na Zâmbia

Sousa JambaPublicado 02/07/2017 12:30:00

Estou em Lusaka, a capital da Zâmbia, país onde cresci; vivi lá dos 10 aos 18 anos, de 1976 a 1984. Passeando pelos bairros onde vivíamos e conversando com os vizinhos que ainda estão vivos, estou a dar conta que cresci num enclave de Angola na Zâmbia. Cresci entre mais-velhos que só tinham deixado Angola fisicamente.

Em Lusaka, houve um tempo em que vivíamos num quintal que era uma pequena Angola. À noite, os mais-velhos escutavam os noticiários na rádio. Aprendi muito com os seus comentários, que se seguiam aos noticiários.

Entre 1976 e 1979, a UNITA estava quase a ser extinta; houve, até, um confronto em que o falecido líder do movimento, Jonas Savimbi, foi quase capturado. Mesmo assim, a rede dos diplomatas da UNITA na Europa e em África mantinham a chama acesa.

(Leia a crónica de Sousa Jamba na íntegra na edição semanal do Novo Jornal, nas bancas, ou através de assinatura digital, disponível aqui http://leitor.novavaga.co.ao e pagável no Multicaixa)

Primeira Página