A vítima, de 25 anos, morreu nesta terça-feira,24, momentos após ser alertado pelos seus comparsas sobre o perigo que a mina apresentava, devido a sinais como rachaduras, adiantou a instituição em comunicado.

"Mesmo assim, sem prudência, a vítima preferiu dar continuidade à sua actividade naquela mina, e foi engolido com o desabamento".

De acordo com a nota, apesar da pronta intervenção dos seus comparsas, devido à distância e à falta de transporte, bem como a complexidade da mata, o óbito foi declarado no local após a chegada de uma equipa de operacionais do SIC-Cabinda ao local.

Refira-se que o SIC-Cabinda instaurou um processo de averiguação para o apuramento dos factos.

O Novo Jornal sabe que o garimpo ilegal em busca de diversos recursos, como ouro, é um problema que afecta várias zonas do interior do País, sobretudo nas mais ricas em recursos minerais e mais pobres em desenvolvimento social, provocando a destruição de terras de forma desorganizada e insegura, frequentemente com vítimas mortais.