O acordo rubricado visa responder às reivindicações apresentadas pelos trabalhadores, nomeadamente aumentos salariais, melhores condições laborais, alimentação e assistência médica e medicamentosa.

O ministro da Energia e Águas tem acompanhado e intercedido no diálogo entre o sindicato e a empreiteira responsável pela construção da barragem de Caculo Cabaça, no Kwanza Norte, depois de terem vindo a público imagens de vídeo que mostram efectivos do Comando Municipal de Cambambe da Polícia Nacional (PN) a disparar contra trabalhadores desarmados quando protestavam por melhores condições de trabalho.

O histórico desta crisepode ser revisitado nos links colocados em baixo, nesta página.