As perseguições policiais que culminaram na morte dos três delinquentes ocorreram nos municípios de Belas e Luanda, nos bairros do Patriota, Ramiros e Valódia, sendo que todos seguiam em motorizadas e armados.

Entre as vitimais, destaca-se um dos assaltantes que participou no assalto a uma viatura de marca Toyota, modelo Hilux, no Lar Patriota na via pública, e que foi um dos casos que se tornou viral nas redes sociais.

O segundo caso ocorreu no distrito urbano do Ramiros, bairro Macuia, rua do 28 de Agosto, quando dois marginais numa motorizada interpelaram uma viatura pertencente a uma empresa privada, quando pretendiam de roubar no interior da viatura mais de um milhão de Kwanzas.

Este assalto falhou devido à chegada dos efectivos da Polícia Nacional e do Serviço de Investigação Criminal (SIC) que estavam naquela zona.

Durante a troca de tiros, um dos assaltantes foi baleado e caiu da motorizada, e "prontamente foi recebido e apedrejado pela população".

O terceiro caso, segundo a nota que o Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional enviou à redacção do Novo Jornal, surgiu de uma tentativa de assalto na via pública, por volta das 15:40 de Domingo, quando dois marginais que seguiam numa motorizada apontaram a arma a um homem a quem exigiram o telemóvel.

De acordo com a polícia, nesse mesmo momento apareceram os efectivos da Unidade Operativa de Luanda (UOL)), e, quando os marginais deram pela presença da polícia no local, "abriram fogo contra a patrulha" que, em resposta, abatiu um dos assaltantes.

O indivíduo foi baleado na cabeça e morreu no local, tendo seu comparsa sido detido e conduzido à esquadra", descreve a nota, adiantando que os mesmos assaltantes, "minutos antes do acção criminosa no Valódia, já vinham de duas acções protagonizados nas imediações do São Paulo".

Os actos criminais cujos vídeos foram dispersados nas redes sociais, ocorreram nos bairros da Samba, Sagrada Família, Ingombota, Lar Patriota, Maianga e Triângulo dos Congolenses no Rangel, todos na mesma semana.

No caso da Ingombota, como apurou o Novo Jornal, a vítima foi baleada e está fora de perigo. Já a vítima do Triângulo dos Congolenses não teve a mesma sorte, foi baleado na barriga e morreu na hora, após reagir ao assalto de uma motorizada, no final da tarde de sábado, 25, na via pública.