Isabel dos Santos denuncia "campanha de sujar imagem"

Novo Jornal OnlinePublicado 16/06/2017 16:12:00

Isabel dos Santos desmentiu hoje a notícia de que vai comandar o processo de relançamento da indústrial têxtil nacional, iniciado com a recente reabilitação das fábricas Textang II, Satec e África Têxtil. Segundo a empresária, a informação não passa de uma "fake news" (notícia falsa), incluída numa "campanha de sujar imagem".

Foto: Quintiliano dos Santos

Através do Twitter, a empresária Isabel dos Santos nega estar associada aos planos de relançamento da indústria têxtil nacional, já traduzidos na reabilitação das fábricas Textang II, Satec e África Têxtil, situadas nas províncias de Luanda, Bengo e Benguela, respectivamente.

De acordo com a também presidente do conselho de administração da Sonangol, a informação de que vai assumir a gestão dessas três unidades industriais, através de uma empresa estrangeira, não passa de uma "fake news" (notícia falsa), incluída numa "campanha de sujar imagem".

Sem apontar nomes, a empresária sugere que a notícia esteja associada a manobras eleitorais, falando mesmo em encomendas e pagamentos na base da sua divulgação.

Primeira Página