Editorial Novo Jornal

Um momento crucial para o mundo              

Um pouco por todo o mundo, embora se assista a uma nova fase de resistência de forças progressistas aliadas ao centro e até mesmo aos sociais-cristãos, vão-se sucedendo eleições que abrem as portas para regimes de sentido cada vez mais totalitário e unipessoal. Pelo cansaço de milhões de cidadãos supostamente apolíticos perante o rumo que o sistema democrático clássico vem tomando, mas também a partir do momento em que se tem a noção de que cada um desses países vai perdendo a soberania económica e capacidade de decisão política própria.



Política

Mais de 40 anos após a Independência, a Angola idealizada por Agostinho Neto continua quase inteiramente por cumprir, nota Maria Eugénia Neto, para quem há no país "muito poucos reflexos" das ideias do "pai da nação". Para começar, a viúva do primeiro Presidente da República lembra que a aposta na agricultura, defendida por Neto, "não se tomou muito em conta", da mesma forma que "a constituição da Assembleia do Povo, para pôr o povo a falar", permanece adiada.




Política

A viúva do primeiro Presidente da República, Maria Eugénio Neto, juntou-se ao coro de vozes que se têm levantado contra a criação da figura de "Presidente da República Emérito", prevista na proposta do MPLA de projecto de Lei Orgânica sobre o Regime Jurídico dos Ex-Presidentes e vice-Presidentes da República Após Cessação de Mandato. A iniciativa deverá avançar para votação na próxima sessão plenária da Assembleia Nacional, depois de ter sido adiada esta semana.




Sociedade

A Polícia alemã deteve 11 cidadãos angolanos, incluindo mulheres e crianças, que viajavam ilegalmente da capital namibiana, Windhoek, para a cidade germânica de Frankfurt. O caso, que reaviva os alertas para a actuação de redes de tráfico de seres humanos, conduziu à detenção de dois suspeitos na Namíbia, incluindo um funcionário da companhia aérea Air Namibia.


Primeira Página