Ministro do Interior preocupado com ofensas corporais no seio familiar devido ao consumo excessivo de álcool

Novo JornalPublicado 03/01/2017 16:15:00

O ministro do Interior, Ângelo da Veiga Tavares, manifestou-se hoje preocupado com a violência verificada na quadra festiva devido ao abuso de bebidas alcoólicas, sobretudo no seio familiar. O governante lamentou também as mortes registadas nas estradas do país, sem contudo deixar de enaltecer o comportamento "bastante cívico" da população.

Foto: Quintiliano dos Santos

Na reunião de balanço das medidas de segurança da quadra festiva, hoje em Luanda, o ministro do Interior dedicou as primeiras palavras à população, que, no seu entender, "uma vez mais soube mostrar que a cada dia que passa tem-se tornado mais madura".

Além de "enaltecer a forma bastante cívica como de uma forma geral a população se portou", Ângelo da Veiga Tavares elogiou o "comportamento dos efectivos" que asseguraram a quadra festiva, "pelo empenho" para que "decorresse com tranquilidade".

Apesar da avaliação globalmente positiva das operações de Natal e de Ano Novo, o governante lamentou os episódios de violência doméstica verificados, bem como as perdas humanas nas estradas.

"Preocupa-nos os números de ofensas corporais registadas fundamentalmente no meio familiar devido ao consumo excessivo de bebidas alcoólicas. Preocupou-nos também, apesar dos números serem inferiores aos do período anterior, os acidentes de viação e os números de mortes registados, como foi o caso na província da Lunda Norte, onde num só acidente morreram 16 pessoas".

Primeira Página