Mundo

O Qatar pagou mil milhões de dólares para libertar 26 membros da família real, raptados no Iraque, e que se encontravam numa viagem de caça, de acordo com o Financial Times (FT), que cita comandantes de grupos rebeldes e membros do governo na região. O resgate estará na origem do corte de relações com Doha por parte da Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Egipto, Iémen e Bahrein, que acusam o Qatar de financiar o extremismo islâmico.








Mundo

Milhares de manifestantes juntaram-se ontem, em Brasília, a exigir a demissão de Michel Temer e a realização de eleições antecipadas, depois da polémica da semana passada em que o presidente foi acusado de três crimes. Os protestos foram convocados pelas centrais sindicais para pressionar a queda do chefe de estado brasileiro. A população respondeu em força.




Primeira Página