Trabalhadores lusos em Angola aumentam em 15,9% dinheiro enviado para Portugal

Novo JornalPublicado 20/03/2017 17:24:00

Os trabalhadores portugueses em Angola enviaram, em Janeiro deste ano, 15,9 milhões de euros para Portugal, remessa que representa um aumento de 15,9% em relação ao mesmo período de 2016.

Foto: DR

Os dados constam do Boletim Estatístico do Banco de Portugal, hoje divulgado, sobre as remessas dos emigrantes lusos provenientes dos PALOP - Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa.

Segundo o documento, o dinheiro enviado pelos trabalhadores portugueses a partir dos PALOP aumentou 14,2% no primeiro mês de 2017, somando 16,6 milhões de euros.

Este valor é composto na sua esmagadora maioria por transferências de cidadãos lusos a trabalhar em Angola, num total de 15,9 milhões de euros - contra os 13,7 milhões registados em Janeiro de 2016.

A subida de 15,9% pode explicar-se pela ligeira melhoria na realização de transferências de salários, rubrica que no ano passado esteve meses sem receber divisas do Banco Nacional de Angola, irregularidade que este ano foi aliviada.

O Boletim Estatístico do Banco de Portugal indica ainda que, ao contrário da evolução registada nas remessas dos emigrantes lusos, as de nacionais dos PALOP efectuadas a partir de Portugal caíram 8,8% no primeiro mês deste ano, para 3,4 milhões de euros - contra os 3,7 milhões enviados em Janeiro do ano passado.

Primeira Página