Silva Candembo

O berreiro do costume... faz parte do ADN do nosso pobre futebol 

Como era previsível, a Selecção Nacional de futebol perdeu a partida inaugural da campanha de apuramento para o CAN"2019 que se disputa nos Camarões. De Ouagadougou, as "Palancas Negras" saíram derrotadas por 1-3. Como era de esperar, começou o berreiro do costume nesses casos.

Opinião

Ao "Grande Desafio" magistralmente bolado por António Jacinto - para muitos estudiosos da moderna literatura indígena, porventura o maior poeta angolano - tatuamos o presente com uma liberdade que balbucia perante a rejeição do debate, recua perante a supremacia do silêncio, encolhe perante a consagração da amigocracia, abre alas perante o avanço da incompetência e enche-se de orgulho perante o triunfo do monólogo.


Opinião

No início dos anos 90, convencido que a guerra civil havia chegado ao fim e que seria importante um enorme esforço para a reconciliação do país, em estreita ligação com a reconstrução das infra-estruturas e das capacidades humanas e institucionais, abandonei a vida partidária. Longe de negar o passado de militância, entendi que podia aproveitar a experiência adquirida para a nova fase.


Opinião

Quando, há cinco anos, o presidente da CASA-CE introduziu o tema da corrupção nos seus discursos de campanha, afirmámos que talvez não fosse boa ideia os políticos levarem esse tema aos comícios por causa do populismo. Este ano voltamos a ter a mesma sensação ao ouvirmos o candidato do MPLA prometer colocar sal na gasosa que reina na corrupção miúda e ao pedir que as pessoas se façam acompanhar de amigos para filmarem os actos de extorsão aos cidadãos.


Opinião

A campanha desencadeada nos últimos tempos em Portugal contra dirigentes e outras figuras políticas angolanas ligadas ao partido no poder é injustificada, execrável abjecta e inaceitável. Além do vazamento criminoso do processo que corre na justiça portuguesa contra o vice-presidente da República, Manuel Vicente, a iniciativa mais recente é a notícia de que a deputada Welwitschea dos Santos, mais conhecida como Tchizé dos Santos, filha do Presidente da República, será investigada pela Procuradoria Geral portuguesa por alegado crime de branqueamento de capitais.



Opinião

Um dos primeiros sinais, não necessariamente novos, do que virá a ser nos próximos tempos o poder oligárquico em Angola e os perigos que este representa(rá) foi esta semana reforçado pela DStv, operadora de televisão por satélite que, à semelhança de um anterior posicionamento, igualmente arbitrário tomado pela ZAP - de suspender os canais SIC Notícias e SIC Internacional -, decidiu rumar para um caminho que espelha bem o carácter autocrático que grupos económicos de interesses jogarão no cenário político nacional de agora em diante.


Opinião

Do ponto de vista da saúde pública, o sal é muito importante para o bom funcionamento do nosso organismo, mas apenas quando usado na medida certa. No entanto, quando consumido em excesso, pode ser muito prejudicial à saúde humana.


Opinião

A gestão das finanças públicas é parte importante da governação de qualquer país, é um bom indicador da capacidade do Estado para gerir recursos públicos e prestar serviços de qualidade de forma eficiente e eficaz. A sua qualidade e o seu bom funcionamento constituem importantes pré-requisitos para a implementação das promessas políticas que nos são feitas durante o período eleitoral.


Opinião

Dois artigos sobre a CNE e as eleições colheram a minha atenção há dois fins-de-semana: Nok Nogueira defendeu que a credibilidade das eleições não é uma crença, mas resulta da "verificação dos factos". Ismael Mateus elogiou o mote da campanha do MPLA e criticou a UNITA por parecer adormecida e profundamente embalada na canção da fraude. Decidi entrar no debate para mostrar que foi graças ao "discurso da fraude" da UNITA que o país forçou a CNE a corrigir um acto descaradamente fraudulento na passada semana.


Opinião

Em Angola, quando se fala da diversificação da economia, a primeira opção parece ser a agricultura. Seria bom, vai o argumento, se Angola tivesse uma produção de café, algodão, e de hortofrutícolas igual à do tempo colonial.




Opinião

Nas metas do Executivo, há sem dúvidas um conjunto de obras que ficarão nos anais da história da engenharia de construção civil do país e que vão deixar muitos angolanos orgulhosos, pelo menos enquanto os benefícios durarem e não surgirem problemas de justificação dúbia.



Primeira Página